fbpx

Plano Nacional para o alojamento no Ensino Superior 2018

O Governo português está preocupado em atender a demanda de residências para os estudantes nacionais e internacionais.
Em julho de 2018 foi aprovado o levantamento de dados que desenvolveu as seguintes iniciativas:
• Levantamento, identificação e caracterização das residências de estudantes junto das instituições de ensino superior públicas (e.g. nº de residências, n.º de quartos, tipologia de quartos);
• Colaboração com o movimento associativo estudantil, nomeadamente suscitando a elaboração de um diagnóstico e caracterização das condições das residências;
• Levantamento e caracterização dos estudantes deslocados inscritos no ensino superior público.
O levantamento foi feito em 33 instituições de ensino superior público e identificou  que 31 delas possuem hospedagem  estudantil, sendo 92 residências com 15.370 leitos.
O número de alunos deslocados (estudando fora de suas áreas de residência) é de 113.813 alunos.  Constatando assim que as moradias estudantis estão atendendo aproximadamente 13% da demanda de residências dos alunos das universidades públicas.
Este diagnóstico e monitorização foi realizado no sentido do desenvolvimento do plano nacional para alojamento do ensino superior. Em breve deveremos ter notícias sobre as iniciativas propostas para a redução desta lacuna de moradias.
www.emportugalconsultoria.com.br

Compartilhe:

×