fbpx

64 milhões de euros para estímulo ao emprego científico

     Em fevereiro foi feita a renovação das parcerias entre Portugal e a Universidade Carnegie Mellon, o Instituto de Tecnologia do Massachusetts (MIT), a Universidade do Texas em Austin (todos nos EUA) e a Sociedade Fraunhofer (Alemanha). E o programa GoPortugal – Parcerias Globais de Ciência e Tecnologia para Portugal, como se chama, é para continuar até 2030.

     Aprovou-se em Conselho de Ministros o financiamento de 64 milhões de euros até 2023 para estas parcerias e assinaram-se os seus contratos no Centro de Engenharia e Desenvolvimento de Produto (Ceiia), em Matosinhos.

     Como grandes objectivos para esta nova fase estão o estímulo ao emprego científico e o desenvolvimento do AIR Centre – Centro de Investigação Internacional do Atlântico, nos Açores.

     Nestes últimos dez anos, Portugal financiou em cerca de 120,5 milhões de euros estas quatro parcerias. E mais de mil docentes, investigadores e empresários participaram nelas, mais de 1500 estudantes de mestrado e doutoramento estiveram envolvidos e cerca de 300 empresas portuguesas (de base tecnológica) foram apoiadas, segundo dados da Fundação de Ciências e Tecnologia.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email
×