fbpx

Entendendo o ensino Superior em Portugal

 
          Para quem está pensando em estudar em Portugal, algumas informações são essenciais, a primeira delas é que o sistema de educação público é o mais utilizado em todo país e é reconhecido como um dos melhores da Europa.
          A primeira fase é o infantário (a creche no Brasil), onde as crianças podem frequentar dos 3 anos aos 6 anos de idade. Todos os alunos iniciam no Ensino Básico aos 6 anos de idade e a escolaridade obrigatória termina quando o aluno completa 18 anos (no 12º ano), chamado de Ensino Secundário (Ensino Médio no Brasil).
          Em Portugal, a taxa de alfabetização é de 95%. Atualmente no Ensino Básico as matrículas estão próximas a 100%.

Qualidade do ensino em Portugal

          A educação pública de Portugal se destaca na Europa e é reconhecido e copiado em muitas partes do Mundo. Como já mencionado, a maior parte da população estuda em escolas e universidades públicas. A escola particular também tem sua clientela. Para os estudantes  internacionais os valores pagos nas universidades públicas e privadas é próximo.
          Recentemente o Jornal El País publicou uma reportagem sobre a crescente melhoria do ensino em Portugal. O País se destaca nos relatórios educacionais PISA 2012-2015. PISA é um programa internacional de avaliação de estudantes que é realizado em 70 países a cada 3 anos. Portugal é o único país da Europa que vem melhorando o desempenho ano à ano.
          As escolas superiores públicas e privadas são constantemente avaliadas pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior e dos seus ciclos de estudos. A qualidade do ensino de línguas chama a atenção. O aluno se forma falando fluentemente o português, o inglês e mais um idioma a escolha da turma (em geral, alemão ou francês). O esporte é levado a sério e a maior parte dos alunos elegem o seu preferido e acabam por competir na modalidade nas competições estudantis da Europa.

Estudar em Portugal

          As universidades de Portugal existem desde 1290. A primeira foi a Universidade de Coimbra, uma das mais antigas do mundo ainda em funcionamento. No ano de 2006 as universidades de Portugal aderiram à Declaração de Bolonha (falaremos mais sobre ela em outro post), que introduziu o sistema de três ciclos, Licenciatura/Mestrado e doutorado.
          Atualmente o Processo une 46 países, signatários da Convenção Cultural Europeia. Após a licenciatura (3 anos) é possível entrar no Mestrado que tem duração entre um ano e meio e dois anos. Depois do Mestrado, e Doutoramento tem duração média de 3 anos. É muito comum as universidades oferecerem cursos de licenciatura e mestrado contíguos.
          O ano letivo em Portugal inicia em setembro e termina no final do mês de junho do próximo ano. Nos meses de julho, agosto e início de setembro são as férias escolares, durante o verão. O Ensino Básico é dividido em 3 ciclos: 1º ciclo (do 1º ao 4º ano), 2º ciclo (do 5º ao 6º ano) e o 3º ciclo (do 7º ao 9º ano). O Ensino Secundário engloba os 10º, 11º e 12º ano (equivalente ao Ensino Médio no Brasil).

Quanto custa estudar em Portugal?

         A educação pública em Portugal não é gratuita como no Brasil. O valor do infantário, Ensino Básico e Ensino Secundário varia de acordo com a remuneração dos pais, podendo variar entre isenção à 50 euros. Para todos os ciclos existem escolas particulares, onde o valor varia de 80 à 400 euros mensais.
         .As mensalidades são chamadas de “propina” e o valor médio do ensino superior público, para os europeus, é de mil e duzentos euros anuais. Em universidades particulares varia entre dois mil e sete mil euros anuais.
          Para os estrangeiros os valores pagos nas universidades públicas variam de 2000 à 7000 euros por ano e nas universidades privadas é o mesmo valor pago pelos nacionais. Existe uma política de bolsas para alunos que vem com boas notas ou se destacam acadêmicamente.

Compartilhe:

×