fbpx

Como um dentista brasileiro pode fazer seu reconhecimento em Portugal?

Muitos dentistas brasileiros entram em contato conosco perguntando como fazer o reconhecimento em Portugal.

Existem  três tipos de reconhecimento: o automático, o de nível e o específico. O automático reconhece de maneira genérica um grau ou diploma de ensino superior estrangeiro, onde o nível, objetivos e natureza sejam idênticos aos graus de licenciado, mestre e doutor.

O reconhecimento de nível faz uma comparação de forma individualizada a um grau ou diploma superior estrangeiro com o nível correspondente ao grau aqui em Portugal. O profissional não terá o reconhecimento da área de formação, mas somente do grau.

Por fim, temos o reconhecimento específico, que vai reconhecer o grau do diploma de ensino estrangeiro, de forma que ele diga que é equivalente a um grau acadêmico de Portugal. É realizada uma análise que vai avaliar o nível, a duração e o conteúdo programático do curso. Lembrando que, em Portugal, a medicina dentária é um mestrado integrado e no Brasil é uma licenciatura e o profissional desta área precisará fazer o reconhecimento como mestrado integrado em medicina dentária para que possa atuar em Portugal.

Reconhecimento em Medicina Dentária

Para o reconhecimento específico do mestrado integrado em medicina dentária é obrigatória a realização de uma prova escrita de avaliação de conhecimento e  também uma prova de avaliação que seria um trabalho final de curso (uma dissertação). Isso acontece porque aqui em Portugal a medicina dentária é um mestrado integrado, então existe uma mudança de nível entre o curso realizado no Brasil e em Portugal.

Quando um profissional não tem condições de fazer o reconhecimento ao mestrado integrado , ou tenha objetivos que torne necessária a complementação, será necessário o ingresso em uma universidade pública ou privada.

É dentista e quer atuar em Portugal? Nós podemos ajudar. Fale conosco pelo whatsapp  351964052921.

Saiba mais sobre esse assunto acessando nossas redes sociais

 

 

VEJA TAMBÉM:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
×