fbpx
Exames Nacionais em Portugal

Ensino Universitário – Como funcionam os Exames Nacionais em Portugal

Os Exames Nacionais em Portugal são uma das formas de ingressar no Ensino Superior, mesmo que tenha completado os seus estudos no estrangeiro. Continue a ler para saber como funcionam estas provas de ingresso e se você se qualifica para as realizar.

Ensino superior

O Concurso Nacional

 

O concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior é organizado anualmente pela Direção Geral do Ensino Superior (DGES). Existe, neste concurso, um número definido de vagas para cada curso que serão preenchidas de acordo com os critérios de cada instituição de Ensino.

O acesso ao concurso é feito através dos exames nacionais, uma prova que funciona como o vestibular no brasil.Têm acesso à realização dos exames nacionais todas as pessoas que não são consideradas estudantes internacionais. Ou seja:

  • Alunos portugueses que frequentem a Escola Secundária
  • Quem terminou os seus estudos obrigatórios, mas não entrou logo na Universidade
  • Pessoas que concluíram os estudos num país estrangeiro e tenham cidadania portuguesa, de um país da União Europeu ou que residam há dois anos em Portugal e tenham requisitado estatuto de igualdade

Algumas Universidades já aceitam o ENEM como prova de ingresso. No entanto, tem vários benefícios em ingressar pelo Concurso Nacional de Ingresso:

  • Concorre às mesmas vagas que os alunos portugueses – apesar de ser competitivo tem um número maior de vagas
  • Vai pagar as mesmas propinas (valor anual) pelo curso que os nacionais e europeus – os custos para estudantes internacionais são muito mais altos
Exames Nacionais em Portugal

Para se inscrever nos Exames Nacionais, caso não esteja matriculado numa escola secundária portuguesa, tai ter de se propor como aluno externo. Estes são os passos a seguir:

 

  • Reunir os documentos para fazer o reconhecimento do seu diploma de Ensino médio: vai precisar do certificado de habilitações com apostilamento da Haia (em que conste a nota mínima de aprovação), uma prova de morada e um documento de identificação.

 

  • De seguida deve dirigir-se a uma Escola Secundária da sua área de residência e fazer o pedido de reconhecimento, essa deverá ser a escola em que realiza os exames.

 

  • Segue-se a inscrição na Plataforma de Inscrição Em Provas e Exames (PIEP)– se não tiver cartão de cidadão português não vai conseguir fazer logo este processo. Vai então precisar de solicitar um número interno de identificação, na escola em que está a realizar a inscrição.

 

  • Uma vez que complete o registo na PIEP, vai poder selecionar os exames a realizar.

 

  • Depois do registro e escolha dos exames, a escola de inscrição irá atribuir-lhe um código com o qual se vai apresentar no dia do exame para o poder realizar.

 

Apesar da fase gratuita de inscrições já ter termina, ainda é possível propor-se a exame com um custo associado de 25 euros.

 

Como Funciona o Exame

Para os estudantes que completaram seus estudos numa escola secundária portuguesa, os exames nacionais servem mais do que a função de prova de acesso ao Ensino Superior. Para este aluno esta prova serve também como forma de terminar o ciclo de estudos e como forma de avalização final das disciplinas examinadas.

Ao contrário do que acontece no Brasil, em que o ENEM cobre conteúdo de quase todas as áreas ensinadas no Ensino básico, em Portugal o estudante apenas realiza, de forma obrigatória, exames às disciplinas base da sua área e pode optar por outras duas provas que sejam uteis no seu acesso ao Ensino Superior.

Exames Nacionais em Portugal

·       Como Prova de Ingresso

 

Os exames nacionais servem como prova de ingresso no Ensino Superior. Isto significa que cada curso de cada instituição de ensino exige que o candidato tenha realizado e aprovado em exame em uma ou mais disciplinas, para que possa ser elegível para o curso.

Cada curso, em cada instituição tem requisitos diferentes para o ingresso. Por exemplo:

  • Se quiser cursar história na Universidade de Coimbra tem de utilizar o exame de Filosofia, História ou Português, mas se quiser fazer o mesmo curso no Porto as opções de exame de ingresso são Economia, História ou Português.
  • Já nos Mestrados Integrados de Medicina os exames de ingresso são sempre Biologia e Geologia, Física e Química e Matemática A

 

·       As Datas e Prazos

 

Este ano, devido aos atrasos causados pela pandemia, os exames realizam-se mais tarde do que é habitual, sendo que normalmente a primeira fase costuma iniciar-se em junho. Assim as datas de ambas as fases são

1ª fase – De 2 a 16 de julho 2021

2º fase – De 1 a 7 de setembro 2021

A existência de duas fases permite que os estudantes tenham mais do que uma oportunidade para darem o seu melhor. No entanto, caso decida fazer o melhoramento da sua nota na segunda fase do exame irá candidatar-se à segunda fase de admissões do curso que elegeu, concorrendo para menos vagas.

Na Em Portugal Consultoria, fazemos o reconhecimento dos seus títulos completados no estrangeiro. Acompanhe ainda o blogue da Em Portugal para mais dicas sobre viver e estudar em Portugal! Queremos acompanhá-lo na sua vinda e sucesso em Portugal!

 

Fonte: Direção Geral do Ensino Superior

VEJA TAMBÉM:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
×