fbpx

Sobre o Regime do Internato médico

O estudante de medicina ingressa no programa ao final dos 6 anos da licenciatura/mestrado integrado. Após a realização do internato, é conferido ao médico a certificação de especialista, concedendo-lhe autonomia para exercer a profissão na área de formação escolhida.

A gestão e coordenação geral do internato médico vigente em Portugal cabe à ACSS – Administração Central do Sistema de Saúde, integrante do Ministério da Saúde. Ele é normatizado por meio do Decreto-Lei n.° 13/2018 e pelo Regulamento do Internato Médico – Portaria n.° 79,2018.

O acesso ao programa de especialização médica se dá através de um concurso anual, a Prova Nacional de Seriação (PNS), que ocorre durante o 4° trimestre de cada ano e em 2020 está previsto para o dia 30 de Novembro. As Inscrições são efetuadas através de um formulário eletrônico disponibilizado no site da ACSS.

 O exame pode ser realizado nas cidades de Lisboa, Porto, Coimbra, Funchal, Covilhã e Ponta Delgada. São abordados os seguintes temas na prova: aparelho digestivo, aparelho respiratório, cardiologia, doenças do sangue e nefrologia.

Contemplando aulas teóricas e práticas, a estrutura do internato se divide em duas etapas: Formação Geral e Formação Especializada. O processo tem início na fase de Formação Geral, com duração de 12 meses obrigatórios.

 A partir do segundo ano, o aluno procede à formação específica, o qual pode escolher entre 48 áreas de especialização. Confira aqui a relação das especialidades do Internato médico

É esta última etapa que determina a duração do programa, visto que ela pode variar entre 4 a 6 anos, de acordo com a área se atuação selecionada.

Tempo do Internato para médicos em Portugal
 

Assim, o tempo máximo que pode alcançar a conclusão do internato é de até 7 anos, somando-se as duas etapas do processo. Ele é executado junto a entidades de saúde do Serviço Nacional de Saúde, que passam por uma seleta triagem em relação à idoneidade e à capacidade formativa para o programa. Cumprindo tais requisitos de seleção, nos termos da lei, o internato também pode transcorrer em estabelecimentos de saúde do setor social e do setor privado.

O sistema de formação do internato de medicina é revisado e atualizado periodicamente,  a fim de acompanhar as inovações do setor de saúde e contribuir para a qualificação dos profissionais de forma multidisciplinar e engajada socialmente.

Para mais informações sobre o próximo processo, que já está agendado, fale conosco. 

Fonte: ACSS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
×