fbpx
medico especialista em Portugal

Ser Médico Gastrenterologista em Portugal

Se quer ser médico gastrenterologista em Portugal esse artigo é para você. Veja como funciona a formação para essa especialidade e como pode ser médico em Portugal, mesmo se terminou a sua formação no estrangeiro.

A Gastrenterologia em Portugal foi desenvolvida como área especifica da medicina durante a segunda metade do século passado, mas a carreira hospitalar de Gastrenterologista apenas se solidificou nos anos 70. Estes passos foram inspirados pelo surgimento das primeiras sociedades de Gastrenterologia nos países vizinhos e, atualmente, faz parte da oferta da grande parte dos hospitais portugueses. Assim como a subespecialidade de Hepatologia, criada em 2005.

medico especialista

Formação Necessária

 

  • O Mestrado Integrado em Medicina:

A graduação e mestrado em medicina são organizados ao longo de 6 anos,  e tem o caracter de um curso único chamado de mestrado integrado. Nos primeiros três anos têm um caráter mais teórico e os restantes servem para introduzir o aluno de medicina à prática clínica.

 A introdução da prática é feita no 4º e 5º anos do curso, com estágios rotativos em medicina e em cirurgia com a duração de um semestre cada. Ainda no sentido de reforçar o conhecimento prático, o sexto e último ano é dedicado a estágios clínicos realizados em contexto hospitalar e centros saúde (no caso da medicina familiar). Para terminar o mestrado integrado é ainda exigido um trabalho final, no formato de tese, que vai contribuir para a média final do curso.

Apesar dos temas partilhados, cada universidade organiza o plano curricular de forma diferente. Confira o plano de estudos das universidades que oferecem o curso de Medicina: 

estudar em portugal

  • Depois do curso – O Acesso à Especialidade e o Internato

Ainda no último ano do curso, os estudantes começam a se  preparar para a prova nacional de acesso que, em termos muito simples, decide o futuro profissional do estudante de medicina em Portugal. Os estudantes finalistas realizam este teste, de 150 perguntas, no mês de novembro a seguir a completarem, com aproveitamento, o Mestrado Integrado em Medicina e procederem ao registo na Ordem dos Médicos.  A  ordem em que os futuros médicos poderão escolher a sua especialidade é decidida através da conjugação da nota final do curso e da prova de acesso. Significando que os melhores alunos têm a oportunidade de escolher primeiro e ficar com as especialidades mais cobiçadas.

Depois da realização do exame à especialidade, segue-se o “ano comum” ou o internato médico, que é obrigatório para todos os que queiram exercer medicina. No decorrer deste ano o médico recém formado vai aprofundar os conhecimentos adquiridos e irá se preparar  para o exercício autónomo da sua profissão. Só no fim deste ano é que  pode registar a autonomia profissional e passar a atuar de maneira independente.

Existe ainda a possibilidade de escolher não fazer a Prova Nacional de Acesso, ou não conseguir o aproveitamento suficiente no exame para escolher uma especialidade. Nestes casos, os graduados vão ingressar no ano de internato médico obrigatório e depois desse ano poderão trabalhar como médicos indiferenciados. No entanto quem escolheu não realizar o exame, ou não obteve o aproveitamento que desejava, pode inscrever-se posteriormente para o realizar.

Então, o médico que escolheu fazer o PNA- Prova Nacional de Acesso e obteve aproveitamento suficiente,  poderá escolher a sua especialidade no fim do ano comum e seguir para 5 a 7 anos de formação da especialidade.

estudar medicina em portugal

  • Gastrenterologia

A formação especifica de Gastrenterologia tem a duração de 60 meses, ou 5 anos, e divide-se em formação pré-graduada e pós-graduada. Em 2020 foram 21 vagas para esta especialidade.

Na formação pré-graduada as instituições que recebem os médicos em formação  proporcionam  ensino prático. O que lhes permite adquirir competências básicas de diagnóstico e terapia do paciente com patologia que concernem à área de gastroenterologia.

 A formação especifica guia-se por um vasto número de estágios nas várias áreas da Gastroenterologia, sempre precedida pela formação em medicina interna. Veja aqui o programa completo da formação de gastroenterologia.

 

            Subespecialidade de hepatologia

 

A subespecialidade de hepatologia foi reconhecida pela ordem dos médicos em 1989 e, segundo a Rede Nacional de Especialidade Hospitalar e de Referenciação, o doente hepático representa hoje até 40% de todas as consultas externas de gastrenterologia.

O crescente desenvolvimento e complexidade no conhecimento  da hepatologia criou a necessidade de uma formação especifica na área de Hepatologia. 

A Formação  é feita em regime  pós-graduado e acontece em dois níveis:

  1. O primeiro nível está inserido no programa do internado de Gastrenterologia. Funciona como uma formação geral em hepatologia e não confere o título de especialista em hepatologia.
  2. Já o nível dois, que permite conferir a subespecialidade de hepatologia, destina-se a gastrenterologistas que queiram dedicar-se à Hepatologia. O tempo de duração da formação para se tornar especialista em hepatologia é de 18 meses, sendo que 6 destes podem ser cumpridos durante a formação geral de gastroenterologia (o nível 1), no formato de estágio opcional durante o internato. Nesta formação será obrigatório um estágio de seis meses em transplante hepático. Para conhecer esta formação em maior detalhe, confira o programa de formação de hepatologia.

 

Órgãos de Classe

 

Veja a lista de alguns dos órgãos necessários a esta área:

  • Ordem dos Médicos: A ordem dos médicos foi fundada em 1938 e tem desde então mantido o seu âmbito nacional de agregação e defesa dos médicos da saúde e proteção dos interesses do avanço científico.

                    Colégio de Especialidade de Gastrenterologia: Os colégios de especialidades são órgãos profissionais da Ordem dos Médicos que em que os médicos da especialidade se associam, com obrigatoriedade, no sentido de valorizar a comunidade e as relações científicas e profissionais.

  • Sociedade Portuguesa de Gastroenterologia: É uma associação científica tem como objetivo o desenvolvimento da Gastrenterologia tanto na sua prática como na investigação. Desenvolvem atividades educacionais assim como práticas de consultoria

medicina em portugal

Mercado de trabalho

 

  • A demografia da carreira da medicina em Portugal

Segundo o relatório do Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 2019, um parte considerável dos médicos não internos tinha mais de 50 anos, sendo que a partir dos 55 anos os médicos podem pedir dispensa de trabalhar em turnos de urgência. É importante acrescentar que deste grupo de maiores de 55 anos, a maioria estava no grupo dos 63 anos de idade, quando a idade de reforma em Portugal é de 66 anos e 7 meses. No entanto, comparando com dados do mesmo ano, da PORDATA, apenas 2.674 pessoas se graduaram em medicina, ou seja, a renovação do pessoal médico do SNS pode estar em causa.

Talvez por estas razões o serviço nacional de saúde português se tem tornado mais flexível para receber médicos estrangeiros, principalmente desde o início crise pandémica.

 

  • Currículo Do Especialista em Gastrenterologia

O colégio de Especialidade de Gastrenterologia estabelece algumas normas de orientação na construção do CV de um especialista, eis alguns exemplos do que deve conter, veja a nossa matéria sobre como elaborar um currículo de médico especialista em Portugal.

 

  • Trabalhar como médico em Portugal  

Se já terminou os seus estudos em medicina fora de Portugal, ou sequer trabalhar como médico em Portugal, tem de reconhecer os seus diplomas.

 Para saber mais sobre reconhecer a sua especialidade confira o nosso vídeo sobre o tem

Se quer estudar medicina ou trabalhar como médico em Portugal fale com a Em Portugal Consultoria, realizamos reconhecimento dos seus títulos concluídos fora de Portugal.

Acompanhe ainda o blogue da Em Portugal para mais dicas sobre viver e estudar em Portugal! Queremos acompanhá-lo na sua vinda e sucesso em Portugal!

VEJA TAMBÉM:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
×