fbpx

Médico no Brasil com diploma validado em Portugal

Especialista em cirurgias dermatológicas com clínica em Guarulhos (SP), André Cesar Antiori Freire Pessanha destaca vantagens após conquista da revalidação do diploma médico em Portugal: ‘estou fechando clientes de forma mais assertiva’ 

O médico dermatologista André Cesar Antiori Freire Pessanha possui clínica particular na cidade de Guarulhos, São Paulo, onde atua na parte de cirurgia dermatológica. “Faço cirurgias de câncer de pele, queloides, tudo que se refere ao universo da intervenção em dermatologia”, explica. Frequentemente convidado para dar palestras em sua área, André atua, ainda, como professor de cirurgia dermatológica na Universidade de Mogi das Cruzes (SP) e se diz realizado com o resultado e sucesso alcançado em sua profissão.

 Tudo isso o levou a dar um salto mais alto de qualificação na sua carreira e, com o acompanhamento da Em Portugal Consultoria, obteve o ingresso na Ordem dos Médicos de Portugal em fevereiro de 2023. Desde então, o título vem lhe abrindo novas oportunidades no Brasil. Acompanhe abaixo todos os detalhes.

Dermatologista André Pessanha: 'sempre pensei em ter um plano B no exterior com a medicina, que é o que eu sei fazer bem'

Portugal foi um plano B: ‘agora me sinto mais tranquilo’

O médico André Pessanha é casado com a fisioterapeuta Sofia Harati. O casal possui dois filhos, uma menina de 10 anos e um menino de 6 anos, e dividem a rotina de trabalho na mesma clínica. “Ela trabalha comigo aqui na clínica em Guarulhos e faz mais a parte de estética, tratamento com equipamentos, tecnologias a laser, e eu geralmente o meu enfoque é mais clínico e cirúrgico”, explica André.

 A ideia de revalidar o diploma surgiu para o dermatologista brasileiro André Pessanha com a necessidade de ter um plano B para ele e a família frente às crises políticas e econômicas vividas no Brasil.

“Sempre gostei muito de geopolítica, estudo bastante essa parte de geografia e economia, então as turbulências do Brasil sempre me preocuparam bastante. Penso também no futuro dos meus filhos, por exemplo, viver num ambiente de insegurança jurídica isso sempre me inquietou”, explica.

Somou-se às incertezas em relação ao futuro do País o momento vivido durante a pandemia, período que culminou com a decisão de André de revalidar o seu diploma médico em Portugal.

“Eu sempre pensei também em ter um plano B no exterior com a medicina, que é o que eu sei fazer bem. No ano de 2021, como estava tendo o segundo pico da pandemia, as atividades comerciais estavam um pouco desaceleradas e eu pensei em Portugal porque é um país com uma língua igual, com uma cultura muito parecida com a do Brasil e com o bem estar social mais avantajado”, lembra o dermatologista.

LEIA TAMBÉM Qualidade de vida de Portugal conquista médica gaúcha

Após  revalidação do diploma e ingresso na Ordem dos Médicos de Porutgal, brasileira Vanessa Rezende Balle conta sobre a nova vida com a família na Europa

Preparação para a prova teórica: ‘Comecei a estudar a medicina de novo’

André Pessanha realizou processo de revalidação do diploma com a Em Portugal Consultoria

Decisão tomada, o contato da consultora Geceli Vivan, da Em Portugal Consultoria, foi indicação de um paciente dentista atendido por André em sua clínica. “Na verdade, o grande desafio foi logo no começo porque eu vi que eu tinha de correr contra o tempo. Era agosto de 2021 e eu queria pegar a primeira prova, teórica, no início de janeiro de 2022, então, para mim me qualificar como candidato, eu teria de seguir datas e ainda torcer para dar tudo certo”, relata André.

Durante os seis meses que havia até a prova, sempre auxiliado pela Em Portugal Consultoria, o médico focou nos estudos de medicina. “Comecei a estudar a medicina de novo, foi um período meio sabático, eu continuei minhas atividades profissionais normalmente, mas no fim do dia eu reservava sempre umas duas horas e, no fim de semana, mais umas quatro horas no sábado e mais umas quatro horas no domingo, para poder estudar toda medicina novamente, como se fosse uma prova de residência da primeira fase”, detalha o médico.

Dermatologista ingressou na Ordem dos Médicos em fevereiro de 2023

 

Tanta dedicação trouxe como resultado a aprovação no exame teórico. Primeiro desafio atingido, veio depois a aprovação na fase prática com paciente, no Hospital São João da Universidade do Porto, em maio de 2022. Na terceira e última etapa do processo de revalidação do diploma, no final de 2022, o médico André Cesar Antiori Freire Pessanha optou pela apresentação do currículo.

 “Foi um pouco tensa essa apresentação do currículo, achei que não fosse passar porque um dos avaliadores era um pouco rigoroso demais e até um pouco sarcástico, mas no final passei e depois, em fevereiro de 2023, fui a Portugal para me cadastrar na Ordem dos Médicos de Portugal”, recorda.

Diploma revalidado em Portugal: ‘isso traz uma credibilidade maior aqui no Brasil’

Desde que conquistou o reconhecimento de seu diploma médico em Portugal, em fevereiro de 2023, novas portas não param de se abrir para o dermatologista André Cesar Antiori Freire Pessanha no Brasil. “Um grau de mestre em medicina em Portugal traz uma credibilidade maior aqui no Brasil. A minha carreira acadêmica no Brasil é bem pujante, eu sou convidado para dar palestras, e você colocar essa conquista na sua titulação te dá um respaldo muito grande. Coloco o título conquistado em Portugal também no meu receituário”, comenta Andé.

Segundo o médico, o fato de integrar também agora a Ordem dos Médicos de Portugal lhe permite um diferencial importante no momento de fechar tratamentos. “Ter revalidado meu diploma de medicina em Portugal me dá uma credibilidade maior, eu consigo fechar alguns tratamentos médicos particulares com mais precisão e assertividade com os pacientes”, avalia o dermatologista.

‘Conheci Portugal por completo, um país que eu adoro’

Além do diferencial de ostentar uma carreira de médico reconhecida internacionalmente, o médico André Pessanha destaca que revalidar o diploma lhe deu a oportunidade de conhecer todas as regiões de Portugal.

‘Teve também um objetivo mais cultural, conheci Portugal por inteiro, que é um país que eu adoro, geograficamente ideal. Gosto muito do clima de Portugal, do bem estar social, da tranquilidade. Culturalmente foi bem enriquecedor e é isso, foram vários benefícios, achei que valeu muito a pena o processo”, celebra o dermatologista internacional.

SE VOCÊ É MÉDICO E DESEJA INTERNACIONALIZAR SUA CARREIRA NA EUROPA, NÓS PODEMOS AJUDAR!

A Em Portugal Consultoria oferece suporte na validação do seu curso superior, na obtenção do Reconhecimento e Ingresso da especialidade em Portugal. Fale com nossa equipe aqui EmPortugal Consultoria 

VEJA TAMBÉM:

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email
×